bottaro_world_map.png
Galvanização a fogo

Barras de fio cozido preto BWG®: a escolha vencedora em galvanização por imersão a quente

Em 2021 a Bottaro se fixou na Europa e na América do Norte e cresceu em novos mercados internacionais, também graças a um produto que, mais uma vez, demonstra o compromisso que a empresa dedica à sustentabilidade ambiental e a tornar o setor de galvanização por imersão a quente cada dia mais fácil e seguro.

Neste artigo falaremos de:

  • Do rolo às barras de fio BWG™: um produto em crescimento em todo o mundo
  • Fio cozido preto BWG™ em barras: uma escolha segura e sustentável

Do rolo às barras: um produto em crescimento em todo o mundo

Ano novo, tempo de balanços.

Em 2021, o crescimento exponencial das vendas foi registrado pelo fio cozido preto BWG™ para galvanização por imersão a quente em formato de barras, que desbancou definitivamente, na proporção de 9:1, a venda do mesmo produto, mas embalado em rolos.

A tendência de crescimento do fio cozido preto em barras foi registrada tanto na Europa, primeiro mercado da Bottaro, quanto na América do Norte, onde a empresa já está bem estabelecida. Uma agradável surpresa foi, no entanto, o incremento de vendas do produto BWG™ em barras na América do Sul, um mercado aberto apenas há poucos meses pela empresa milanesa e desde sempre “fiel” na escolha do rolo comercial.

Essa progressiva conversão ao uso das barras e o retorno positivo unânime dos clientes interceptados pela empresa até mesmo em mercados historicamente “fossilizados” no rolo, é um bom presságio para um maior crescimento na tendência neste novo ano.

O crescimento do consumo e das vendas do fio cozido preto BWG™ no formato das barras anda de mãos dadas com o aumento do uso de fio preto cozido com maior diâmetro. A tendência do mercado da galvanização é escolher cada vez mais um fio com grande espessura, passando do uso de 2mm para 3mm e, para quem já usava 3mm, optar por 4mm. A escolha é ditada por uma maior atenção das empresas na economia de matérias-primas preciosas, como o zinco, e a sustentabilidade ambiental. Como explicado em um artigo anterior (“Economize zinco com um fio mais espesso”), aumentando o diâmetro é possível reduzir o número de fios a ser usado na amarração e, consequentemente, a superfície do nó onde se deposita a maior quantidade de zinco.

 

Fio cozido preto BWG™ em barras: uma escolha segura e sustentável

Os motivos desse crescimento nas vendas de fio de ferro BWG™ em barras no mercado global deve ser buscado nas características próprias do produto, que tornam o seu uso não apenas mais sustentável em relação à contrapartida em rolos, mas também mais seguro e confiável.

Veja, então, três excelentes motivos para escolher o fio preto cozido BWG™ em barras, fabricado pela Bottaro:

Sustentabilidade e economia

As barras já cortadas permitem economizar não apenas tempo, graças à uma produção padronizada, mas também evitar os inúteis desperdícios de fio típicos do próprio material em rolos. Nesse último caso, realmente, é deixada ao operário, a incumbência de cortar o fio na medida e com base no artefato, no momento do seu uso, com inevitável erro humano sempre ao virar a esquina.

Tecnologia e segurança

A produção inteiramente robotizada das barras as torna tecnologicamente mais avançadas em relação aos rolos comerciais e também mais segura. Se a verificação da qualidade e da mecânica do produto em rolo for controlada por amostra com maquinários padrão, o uso de robô para as barras, ao contrário, assegura um controle completo de toda a produção a cada segundo e para cada centímetro de fio. Uma ulterior garantia de confiabilidade do fio de ferro Bottaro, o que eleva, portanto, o nível de segurança do ciclo de produção dos departamentos de galvanização.

Embalagem e funcionalidade

A possibilidade de transporte das barras de fio cozido preto sobre pallets e plataformas, não apenas é mais sustentável pela presença de madeira como material único desses suportes, mas agiliza também as expedições por estrada em várias frentes: a paletização garante a estabilidade do produto durante o transporte, de forma a compensar movimentações, colisões e vibrações que possam danificar a sua qualidade e performance. Indiretamente, então, o próprio transportador se beneficia disso, em termos de segurança da direção: uma carga que se move pode desestabilizar o veículo, aumentando a possibilidade de acidentes. Todas as vantagens que o mesmo produto em rolos não fornece, mais difíceis de administrar e com custos mais altos porque fora da medida padrão e muitas vezes posicionados nos caminhões em blocos soltos de madeira, não suportados por plataformas.

 

Como visto, todas as fases da cadeia produtiva de fio preto cozido BWG™ em barras, desde a produção, à embalagem, até o transporte, satisfazem os requisitos mais apreciados pelas empresas do setor da galvanização a quente: conveniência, confiabilidade e praticidade.

Mesmo nesse caso, Bottaro, investindo na melhoria contínua do produto, demonstra-se atenta à sustentabilidade ambiental e ao cliente, dois elementos sem os quais em 2021 não teria provavelmente registrado uma tendência assim positiva.

 

© Copyright Bottaro Mario S.r.l. – Todos os direitos reservados