bottaro_world_map.png

Natal em Milão

Natal em Milão

O período de Natal em Milão é inaugurado no dia 7 de dezembro, no dia de Santo Ambrósio, padroeiro da cidade. Tradicionalmente, neste dia os milaneses decoram a casa e depois assistem à transmissão ao vivo da Prima della Scala, a performance que inaugura a temporada de ópera do teatro mais famoso do mundo.

No dia 7 de dezembro, o centro das atenções de todo o mundo está no teatro. O evento tem considerável relevância cultural, mas não só. A noite também é um evento institucional e mundial. Entrando no foyer, você se deslumbrará com o brilho de joias e vestidos de alta costura altamente refinados usados ​​por atores, celebridades e artistas. Pouco importa se você tem ou não interesse por ópera, o importante é estar lá.

Para encontrar os amantes da ópera, é preciso subir aos andares superiores, na galeria. Como em toda estreia, aqui você pode encontrar os verdadeiros fãs e críticos que com aplausos calorosos ou assobios de crítica sancionam o sucesso da estreia.

 

 

É assim que se vive o Natal em Milão

• Não há milanês que não passe em dezembro pelo centro da cidade para admirar as decorações que iluminam a cidade. Inperdível são os da Piazza Duomo e da Galleria Vittorio Emanuele II.

• Outro local imperdível é a feira Oh Bej Oh Bej. No centro encontram-se barracas de artesanato e antiguidades caracterizadas por um ambiente natalício único.

• Não é Natal sem o famoso Marron Glacé de Giovanni Galli. A receita destas castanhas cristalizadas de sabor intenso e envolvente é transmitida de geração em geração desde 1911.

• Conhecido em todo o mundo, o panetone nasceu em Milão no século XV. Reza a história que, para o almoço de Natal de Ludovico il Moro, o cozinheiro esqueceu a sobremesa. Então, um menino chamado Toni pegou os ingredientes restantes e inventou um novo que foi muito apreciado pelos comensais do duque. A partir desse momento, a sobremesa passou a ser chamada de “pão da Toni”, ou panetone.

• A história do panetone se confunde com a de outro símbolo da Itália no mundo: a Última Ceia. Localizada no refeitório do convento adjacente a Santa Maria delle Grazie, a Última Ceia foi encomendada a Leonardo da Vinci pelo próprio Ludovico il Moro em 1494.

• A poucos passos do Teatro alla Scala, fica o Museu Poldi Pezzoli, um verdadeiro museu dentro do museu. O palácio é composto por salas e estúdios ricamente decorados que abrigam obras-primas sobre tela do Renascimento italiano, esculturas, cerâmicas e ourivesaria requintada.

• O museu Bagatti Valsecchi é uma casa no coração do bairro da moda que foi reformada no século XIX para abrigar a coleção de arte dos dois irmãos, os barões Fausto e Giuseppe Bagatti Valsecchi. A atmosfera íntima e acolhedora desta casa-museu – decorada no estilo lombardo do século XVI – torna-se mágica com a aproximação do Natal.